Series Review: Las Chicas Del Cable
Series Review: Las Chicas Del Cable

A primeira série espanhola original do Netflix foi lançada em abril, “Las Chicas Del Cable“.
Com uma fotografia e trilha sonora que lembra muito o estilo Art Déco, utilizado em “O Grande Gatsby“, ela cumpre o que promete: personagens fortes e uma trama bem resolvida.

chicas 1

Nadia de Santiago, Maggie Civantos, Ana Fernández García e Blanca Suárez

A série é protagonizada por Blanca Suárez, que dá inicio à toda história. Passando por pontos feministas, mostrando a ascensão progressista das mulheres em sua luta pra conquistar espaço – afinal são os anos 20 e 30 – embalada por uma trilha contemporânea que encaixou perfeitamente na trama.

Você pode ficar tranquilo: não iremos contar spoilers por aqui.

SOBRE:

 

O ano é 1920, quatro garotas, sendo elas Alba, Ángeles, Carlota e Marga, começam a trabalhar pra mais famosa companhia de telefones de Madri – cenário ideal e deslumbrante. Alba, que é o ponto de partida pro desenrolar da produção, se coloca em uma enrascada involuntariamente: ela estava pronta pra mudar de vida, com sua até então melhor amiga, mas por causa do relacionamento mal resolvido desta – o companheiro dela não havia superado o fim do relacionamento e assim decide pôr fim na vida da jovem – os planos acabam mudando drasticamente.

Presa pelo assassinato, injustamente, ela faz um trato: roubar em troca de ser solta.

chicas 2

Blanca Suárez em cena como Alba/Lídia Gonzalez

Alba então troca de nome – no estilo: now you can call me Lídia – e conhece as garotas da empresa de telecomunicações, com o objetivo de fazer o maior assalto já visto. O plano era perfeito, até ela se deparar com uma paixão antiga, o jovem Francisco. Agora, além do problemão que ela se meteu, ela terá que lidar com seus sentimentos adormecidos. E pra completar, outro rapaz, nada menos que o melhor amigo de Francisco, se apaixona por ela.

O enredo se aprofunda em temas como a bissexualidade, o feminismo e o machismo contraposto, a amizade, lealdade e a liberdade, de maneira madura.

chicas 3

Quatro garotas com histórias que se completam.

Por girar em torno de personagens mulheres, com características que as tornam únicas e diferentes entre si, as quatro encontram na amizade toda a força de que precisam para tentar mudar suas vidas. #GirlPower

Todas essas situações enfatizam a diferença de tratamento recebido pelas mulheres, e olha com quase 100 anos de diferença, mas que ainda são tão atuais. Mostrando como essas mulheres lutaram pela oportunidade de liberdade na sociedade retratada que era completamente dominada e guiada por homens.

“O primeiro sinal de que está seguindo a razão é conseguir mentir para quem está ao seu lado e enganar seu próprio coração”. – Alba. 

TRAILER:

FICHA TÉCNICA:

chicas 5

Las Chicas Del Cable é uma original Netflix

  • Direção: Ramón Campos, Teresa Fernández-Valdés, Carlos Sedes e David Pinillos
  • Roteiro: Ramón Campos, Teresa Fernández-Valdés, Gema R. Neira
  • Elenco: Blanca Suárez, Yon González, Ana Polvorosa, Martiño Rivas, Maggie Civantos, Nadia de Santiago e Ana Fernández García
  • Fotografia: Daniel Sosa Segura

NOTA: 9/10

Em determinados momentos quando você está assistindo é como se fosse um claro filme espanhol: história densa, dramática e com uma identidade tipica regional, tanto dos atores como do enredo – o que é maravilhoso! Além da Netflix investir em produções de países além dos EUA, algo louvável, que enriquece e diversifica o catálogo. #PleaseLookToBrazil

Porém, ao deixar a trama aberta pra uma possível segunda temporada – observe: não estamos reclamando, até queremos (muito!) -, faz com que alguns pontos/histórias de certos personagens fiquem sem o desfecho necessário pra season, por isso a pontuação 9. Mas, “Las Chicas Del Cable“, nos proporciona uma viagem aos anos 20 e ao final da história você vai querer ter vivido naquela época e em Madri (para curtir as aventuras das personagens, que fique claro).

Por ser de curta duração, são 8 episódios, é provável que em dois dias você consiga a terminar.

SUGESTÕES:

E aí? Quer acrescentar algo? Quer que a gente fale sobre mais alguma série?
É só escrever aí embaixo nos comentários e aguardar.
Até a próxima review aqui no RDT POP.

« Post anterior Próximo post »
Notícias Relacionadas