“Alucinava todos os dias”, Fergie relembra a época que estava envolvida com drogas
“Alucinava todos os dias”, Fergie relembra a época que estava envolvida com drogas

Em entrevista recente para o jornal britânico INews, Fergie relembrou seu passado antes de entrar para o Black Eyed Peas, quando travou uma grande batalha contra o vício na metanfetamina.

Ao detalhar sua experiência, a intérprete de “A Little Work” admitiu que chegava a ter alucinações todos os dias.

“Estava sofrendo com psicose induzida quimicamente e demência. Basicamente estava alucinando todos os dias. Demorou um ano depois de eu me livrar dessa droga para que as reações em meu cérebro parassem e eu deixasse de ver coisas. Eu simplesmente estaria sentada lá, vendo uma abelha ou um coelho aleatório.”

A cantora também voltou a dizer que, devido as alucinações, acreditava que a CIA e o FBI a seguiam. Um dia, quando estava na igreja, ela viu que isso não passava de reações por conta das drogas.

“Lembro-me de pensar: se eu sair lá fora e a equipe do SWAT estiver lá, eu estava certa o tempo todo. Mas se eles não estiverem, então são as drogas que me fazem ver as coisas e eu vou acabar na reabilitação. E se realmente são as drogas, não quero mais viver minha vida dessa forma. Eu saí da igreja e, obviamente, não havia equipe SWAT, era só eu em um estacionamento. Foi um momento de libertação.”



Fergie diz se considerar completamente sortuda, como se tivesse anjos da guarda, referindo-se a sua recuperação como um ponto de virada na vida.

“O problema das drogas, foi muito divertido… até não ser. Mas sabe de uma coisa, agradeço pelo dia que isso aconteceu comigo. Porque essa é minha força, minha fé, minha esperança de algo melhor”.

Anteriormente, em entrevista para a Time, Fergie já havia dito que as drogas foram o namorado mais difícil com quem ela teve que terminar.

Proprietário, administrador e redator-chefe. Ama séries, música, internet e conteúdos visuais em geral. Mineiro, leonino, 20 anos.
« Post anterior Próximo post »
Notícias Relacionadas