Entrevista Samanta Holtz
Entrevista Samanta Holtz
Na ultima resenha que postei, falei sobre o melhor romance que já tive oportunidade de ler, e hoje trago um pouquinho mais sobre a pessoa maravilhosa que o escreveu!

Nascida no Dia Mundial do Livro, a publicitária e escritora Samanta Holtz parecia destinada a trilhar o caminho da literatura. Aprendeu a ler sozinha aos cinco anos, tamanha era sua vontade de entender as histórias que sua mãe lia para ela. Aos nove, ganhou um prêmio municipal de redação em sua cidade, Porto Feliz, interior de São Paulo. Aos quatorze, começou a escrever seu primeiro romance, “Renascer de um Outono”, seguido por “Corpo & Alma”, “O Pássaro” (com publicação em janeiro de 2012 pela editora Novo Século) e, finalmente,”Quero Ser Beth Levitt”.

Com histórias românticas e cheias de surpresas, Samanta guia seus leitores por uma deliciosa viagem, levando-os das lágrimas ao riso em questão de capítulos. 

 Quem já teve a oportunidade de falar com a Samanta sabe que eu não minto ao dizer que ela é super, super simpática, prestativa, realmente um amor de pessoa. E claro, super talentosa.
Os seus romance publicado pela Novo Século faz sucesso com todos os seus leitores, tanto que a guria tem um belo fã clube para provar!

E que tal conhecermos ainda um pouco mais dela?

 

Entrevista

RDT: Quando começou a sua paixão pela escrita?

SH: Começou na minha infância, quando, aos sete anos de idade, comecei a “fabricar” meus próprios gibis! Grampeava um monte de folhas sulfite e, nelas, criava meus quadrinhos com personagens próprios e historinhas que me vinham à cabeça. Meu sonho, nessa época, era trabalhar para o Maurício de Souza! Com o tempo, vieram as poesias, contos, reflexões… e, enfim, na adolescência, os romances!

RDT: Se você não fosse escritora, o que seria?

SH: Eu me formei em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda) e, atualmente, trabalho meio-período em uma empresa (pois ainda não é possível, financeiramente, sobreviver dos meus livros). Adoraria trabalhar com redação publicitária, jornalismo ou em uma editora, com revisão ou no departamento editorial.

RDT: De onde vem suas principais inspirações para escrever?

SH: Muitas cenas e diálogos perfeitos surgem quando estou relaxando, ouvindo música ou tomando banho (sim, o banho é um momento propício para inspirações!). As histórias vêm em minha mente do nada; vão surgindo aos pouquinhos, um detalhe por dia, e simplesmente tomam forma sem pedir licença! Quando vejo, já tenho um pré-enredo prontinho para ser trabalhado. É delicioso e, se eu não sentar logo para escrever, meus personagens começam a me cobrar e pedir para saírem!

RDT: Em seus livros, há personagens inspirados em pessoas que fazem parte da sua vida? Se sim, cite algum.

SH: Não, não! São todos fictícios. Há um livro em que nomeei o protagonista masculino em homenagem ao meu priminho: Arthur. Mas é apenas o nome! Não gosto de associar personagens a pessoas, pois acho que isso bloqueia o processo criativo.

RDT: Como tem sido a recepção do público com seu livro?

SH: Maravilhosa, graças a Deus! As resenhas têm sido incrivelmente positivas e a repercussão do livro e do meu nome também. Estou feliz demais, realmente realizando um sonho!

RDT: Quais são seus autores favoritos?

SH: Para romances, Nicholas Sparks e Mauricio Gomyde. Suspenses e policiais, Dan Brown. Chick Lit, a diva Sophie Kinsella (tenho TODOS os livros dela, já li todos, e amei todos!). 

RDT: O que você diria para o pessoal que está começando agora?

SH: Se você gosta muito de escrever e está pensando em seguir a carreira literária, antes de enviar seus originais para editoras, ouça as opiniões de pessoas sinceras e críticas, que irão lhe dizer o que realmente pensaram, pois elas serão uma amostra dos seus leitores. Ouça críticas, melhore o que perceber que pode melhorar e não tenha medo de trabalhar duro. Revise seu texto uma, duas, três, quatro vezes, se for preciso, mas só se satisfaça com o melhor. Quando sentir que está perfeito (e, claro, depois de registrar seu original), aí, sim, busque as editoras que têm seu estilo e envie seu material para análise. Pode ser que o SIM demore a vir… eu mesma tomei vários “nãos”, pois tentava logo as “gigantes” do mercado. Em partes, porque eu não era interessante para elas, por ser anônima. Por outro lado, porque meu texto também tinha muito a melhorar. Hoje, vendo “O Pássaro” como meu primeiro livro publicado, dou graças a Deus pelos nãos que recebi antes, pois meus livros anteriores realmente ainda não estavam perfeitos. Tenha fé em Deus, acredite que há um momento para tudo e cabe a nós agarrarmos as oportunidades que a vida traz, além de nos empenharmos em lapidar o Dom que Deus nos deu e trabalharmos nossa paciência para jamais desistir. Se é isso mesmo que você quer, NÃO DESISTA!

RDT: Agora um rápido quiz.

Um filme: Sociedade dos Poetas Mortos

Um livro: Delírios de Consumo de Becky Bloom

Uma série: Friends

Uma música: Reflections of Passion – Yanni

Uma frase: “Todas as coisas grandiosas que já aconteceram na humanidade começaram com um único pensamento na mente de alguém” – Yanni

AQC: Algum recado para o pessoal?

SH: Quero agradecer a todos que, diariamente, me apoiam, torcem por mim, me mandam mensagens carinhosas! Os blogs parceiros, os leitores, os amigos… o carinho de vocês é MUITO importante para mim, mais do que podem imaginar. Esse sonho realizado não seria o mesmo sem vocês!!!

Definitivamente, uma de minhas autoras prediletas!

O melhor do Mundo POP, com a qualidade RDT que você merece!
« Post anterior Próximo post »
Notícias Relacionadas