Series Review: GYPSY
Series Review: GYPSY

A produção escolhida pro nosso review de hoje entrou no Netflix no final de junho. Gypsy é um original Netflix, estrelada por Naomi Watts.

O enredo da trama gira em torno da terapeuta Jean Holloway, interpretada por Naomi, que cria um personagem pra se relacionar com as pessoas próximas dos seus pacientes que frequentam suas sessões. Tudo foge do controle – como se era de esperar – ao longo dos episódios.

Embora ela tenha sido a produção mais rápida a ser cancelada da plataforma do Netflix – foram apenas seis semanas pra medir o rendimento e aceitação do público -, vale a pena você dar uma conferida.

Você pode ficar tranquilo: não iremos contar spoilers por aqui.

SOBRE:

Gypsy passa por diversos temas ao longo dos dez episódios, como identidade de gênero – já quando criança -, traição, perseguição, até que ponto podemos considerar ética – ou a falta dela -, crise de meia idade, manipulação de informações privilegiadas e transtorno de dupla persona.

A premissa da série é essa: uma psicologa (Naomi Watts) que, por obter informações privilegiadas de seus pacientes, acaba criando um personagem pra se relacionar com os “agentes causadores” das crises dos consultados. Ao longo dos episódios, vemos como é sofrer de dupla persona. Aparentemente a vida da psicologa é perfeita, mas quando vai ganhando profundidade no decorrer da produção, vemos a vulnerabilidade dela em suas crises.

A maneira como Jean perde o controle, sem perder a postura.

No decorrer da trama vemos diversas cenas sensuais, algumas protagonizadas por Jean (como sua dupla personalidade – Diana) e Sydney, num romance lésbico – detalhe: ela era a namorada de um dos seus pacientes. Aliás, essa é a parte da história que mais tem profundidade e você acaba se perguntando se isso é realidade, sonho ou apenas o desejo da personagem.

As atitudes de Jean provam que nem sempre o nosso pensamento de que uma psicologa ou alguém que trata de dificuldades de outra pessoa não possuir problemas que interferem sua vida, está errado, bem ao pé da letra.

Sydney, uma das protagonistas do romance lésbico da trama.

A série passa ainda por questões transgênero, a filha de Jean apresenta o comportamento de não se sentir uma menina. Porém, a mãe da menina apenas observa, como espectadora, e nada faz.

 

O título da série faz valer toda a trama, e se refere diretamente a protagonista. Ela mostra não se prender a ter uma vida única e muda sempre seu espírito pra entrar na vida de outras pessoas.

No contexto geral, a Netflix acertou na escolha e desenvolvimento da série. Os temas não são aprofundados, porém são extensos e mesmo na superficialidade conseguimos captar a mensagem por trás dos diálogos propostos em cena.

TRAILER:

 

FICHA TÉCNICA:

GYPSY

GYPSY” é uma original Netflix.

  • Direção: Alik Sakharov, Coky Giedroyc, Sam Taylor-Johnson, Scott Winant, Victoria Mahoney
  • Roteiro: Lisa Rubin
  • Elenco: Naomi Watts, Billy Crudup, Karl Glusman, Melanie Liburd, Poorna Jagannathan, Sophie Cookson, Brenda Vaccaro, Brian Keane, Brooke Bloom, Chris Meyer, Edward Akrout, Evan Hoyt Thompson, Frank Deal, Kimberly Quinn, Lucy Boynton, Quentin Mare, Shiloh Fernandez, Shunori Ramanathan

NOTA: 8/10

A história é cativante, ela vai prender você, mas em determinados momentos ela se torna longa demais e foca em temas que você vai querer avançar o player. A atuação de Naomi Watts dispensa qualquer comentário. Além de linda, ela entrou muito bem na personagem e entregou uma boa atuação. E como de praxe, pontas foram deixadas em aberto – que seriam fechadas em uma nova temporada -, mas ficaremos apenas nas teorias, porque a série foi cancelada pela rede de streamings, o que não invalida o conteúdo que temos em mãos. É incrível entrar no universo de uma psicóloga e ver como eles também podem possuir problemas suscetivos aos nossos, e nisso a série deu um tiro certo. Ao final você ficará se questionando sobre diversos pontos que foram abordados e tentando entender a cabeça da protagonista.

“Gypsy” é um drama psicológico intrigante.

Gypsy está disponível em 10 episódios, com duração média de 50 minutos, na plataforma do Netflix, com a opção de download.

OUTROS REVIEWS:

SUGESTÕES:

Quer que a gente fale sobre alguma série específica?
Nos envie e aguarde.
Até a próxima review aqui no RDT POP.

« Post anterior Próximo post »
Notícias Relacionadas